terça-feira, 7 de agosto de 2007

COMO SERVIR AO SENHOR COM LIBERDADE



Sl 40.6-10

A libertação da escravidão do pecado, é o que nos leva a experimentar a graça. A graça nos leva a experimentar a libertação do pecado.

Este Salmo fala de livramento. É o cântico de quem se viu liberto da pior aflição, da maior tribulação e aperto, e agora sentido-se livre dispõe-se a servir. Quer declarar a todos sua nova condição e quer anunciar sua nova vida, sua nova disposição. Ele tem uma missão, que é falar a todos sua nova alegria e motivação. O texto é maravilhoso. Ele anda, flui em cada palavra.
Nos versos que lemos, após o testemunho de sua libertação, o autor fala de sua nova caminhada, sua nova forma de ver a vida. Ele não está mais preso, e faz um voto de fidelidade ao seu novo senhor. Ele foi tirado, resgatado das mãos de um Senhor tirano e terrível (v.1), é colocado em uma nova posição (v.2), Tem uma nova forma de viver (v.3), declara a importância do Senhor em sua vida (v.4) e fala do desejo de contar a todos a novidade que está experimentando (v.5). Os versos seguintes descrevem suas novas atitudes. São atitudes existênciais e vivenciais, frutos de sua experiência.
Destes versos podemos tirar lições preciosas de como viver nossa vida, depois que fomos libertos pelo poder do Senhor Jesus. Depois que experimentamos a libertação do pecado, através da obra da Cruz. Vejamos as lições que o texto nos ensina:

1 - DEIXE QUE DEUS SEJA O TEU SENHOR V. 6
“...minhas orelhas furaste”
. Uma expressão que indica a obediência e submissão. Baseada na lei do escravo livre (Ex 21.6). Esta é atitude de reconhecimento do senhorio do Senhor. A pessoa foi cativada, ela se coloca na posição de servo de seu novo Senhor. Ela passa a servir ao Senhor, não porque os outros servem, mas por que ela decidiu servir.
Aplicação: Não faça as coisas porque os outros estão fazendo. Tenha você sua convicção. Tenha você sua fé. Tenha personalidade. Adore a Deus como ele lhe pede.
2 - DISPONHA-SE AO SENHOR. V.7
“ eu disse: aqui estou....”

Esta é a disposição do liberto. Antes eles estava preso ao pecado. Cativo, prisioneiro das forças escravizadoras do diabo, mas vendo-se liberto, ele quer se dispor ao Senhor. Quer testemunhar, quer servir..quer fazer algo.
Aplicação: Muitas pessoas tem medo de se envolver. As vezes pelas experiências que já tiveram. Pelas feridas que trazem. Na vida com Jesus, no evangelho, na igreja, você não será mandado, não será explorado. Jesus traz libertação. Pregamos a verdade e Jesus disse que “a verdade liberta”. Disponha-se, a fazer mais para o Senhor através da igreja. Não se esconda....quando o Senhor te chamar diga: aqui estou...
3 - BUSQUE SEMPRE A VONTADE DO SENHOR V.8
“...agrada-me fazer a tua vontade, ó Deus meu...”
Ele avança no seu testemunho-resolução, e faz questão de dizer que não está sendo forçado. Ele não foi coagido, constrangido. Ele não está sendo obrigado a fazer a vontade de Deus. Ele foi tocado pela graça, experimentou a graça, viver a graça e quer fazer a vontade do Senhor por amor. Ele não quer mais coordenar sua própria vida, ser independente, autônomo, dono do próprio destino.
Aplicação: Não queira ser independente. Jamais faça a sua vontade própria. Muitos querem coordenar a sua vida. Querem ir sem Deus ter mandado, querem fazer algo sem que Deus tenha pedido. Fazem seus próprios planos sem que o Senhor esteja envolvido. Jesus disse “ a minha comida é fazer a vontade do Pai” no Getsêmani ele disse: “não se faça como eu quero, mas como tu queres”.
4 - PRATIQUE A PALAVRA DO SENHOR V.8b
“...dentro em meu coração está a tua lei”
Ele está apaixonado pelo Senhor. Ele foi liberto da aflição e da destruição. Ele viveu a lie da morte, mas foi liberto desta lei. Ele descobriu a Lei do espírito e da vida. A Lei do pecado e da morte, fora vencida. A nova Lei o libertou da antiga Lei. Ele descobriu a graça. A nova Lei não escraviza. Não julga, não condena. A nova Lei absolve, justifica e salva.
Aplicação. A Palavra de Deus é nossa única regra de fé e pratica. Não estamos servindo a uma ideologia, não estamos servindo a um idéia, mas ao Senhor. A palavra existe para ser obedecida. Quem não segue a Palavra, ou não serve a Deus ou é desviado. A Bíblia diz: “lâmpada para meus pés é a tua Palavra...” Sl 105.119.
5 - ANUNCIE A PALAVRA A OUTRAS PESSOAS. V.9
“proclamei as boas novas de justiça na grande congregação...”

Tendo experimentado a libertação, ele não quer mais se calar. Aquele que vivia perdido, triste, amargurado, derrotado e sem rumo, agora quer falar pra todo sobre a nova realidade. Como dize aquela música – “eu vou falar pra todo mundo, vou falar pra todo mundo que eu só quero você”. Este é o sentimento deste homem.
Aplicação: Não seja um crente omisso. Não seja um crente calado. Você deve anunciar Jesus a outras pessoas. Fale, testemunhe, anuncie Jesus as pessoas.
6 - NÃO SE CALE COM RELAÇÃO À EXPERIÊNCIA DA GRAÇA. V.9b
“jamais cerrei os lábios, tu o sabes, Senhor...”
Veja a grandeza desta declaração. Ele desde que experimentou a nova vida, ele não se calou mais. Botou a boca no trombone, e falou, falou, testemunhou sua nova condição.
Aplicação: Existem pessoas que apenas vêem à igreja, ano após ano e não falam de Jesus, não anunciam sua nova fé, sua vida. . Jesus quer você participando. Participe trazendo pessoas, ofertando, dando idéias, estimulando, etc.. Abrindo sua casa para fazermos reuniões....
7 - DÊ BOM TESTEMUNHO V.10
“não ocultei no coração a tua justiça, proclamei a tua fidelidade e a tua salvação”.
Tendo experimentado a liberdade, sendo transformado pela Palavra ele não esconde sua nova vida. Ele guarda pra si. Ele não se envergonha de seu senhor. Ele não oculta sua nova fé.
Aplicação: Muitos não estão dispostos a dar bom testemunho. Querem ser crentes de qualquer maneira, de qualquer jeito. Querem ser independentes. Querem ser crentes autônomos.
8 - SEJA UMA PESSOA ABENÇOADA V.10b
“ não escondi da grande congregação a tua graça e tua verdade”
Este é sua nova casa. A congregação. Naquele tempo era o tabernáculo. Onde o povo se reunia para festejar ao Senhor. Ele não iriam mais viver isolado. Ele agora tinha um povo, o povo do Senhor. Ele que antes, vivera escondido, amargurado e derrotado, agora aprende o sentido de viver em comunidade, na comunidade e na comunhão. Ele, agora vive na benção, cercado de bençãos, mergulhado na benção. A benção é uma realidade em sua vida.
Aplicação. A benção de Deus precisa nos acompanhar. O crente não deve levar aquela vida de mendicância da benção. Sempre atrás de uma benção. Sempre perseguindo uma benção, mas deve ser perseguido pela benção (DT 28.2). Não pode viver a benção individualista. O abençoado, abençoa.

Uma pessoa abençoada influencia os outros. Uma pessoa abençoada muda os outros. Abençoa os outros. Um crente é acompanhado pela graça. Transborda graça, vive a graça. Transforma a graça em verdade na sua vida. Jesus nos tirou da prisão, da pior prisão. A prisão da desgraça. Agora, livres das correntes da desgraça, vivamos alegremente a graça do Senhor, desfrutemos a graça e festejemos para sempre a nova vida que o Senhor Jesus conquistou para nós na cruz.
(pregada no ano novo – entrada de 2006 – Erechim).

2 comentários:

GEOVANE disse...

o seu testo e muito esplicativo cotinue asim pois vc vai ensina ah muitas nasois pois vc podi sidize um servo a serviso de Deus

as esplicasos sau bem claras como devi ser um servo de Deus
pois asim nosim sina o senhor
aser coretos e justo como elevoi

JESUS É A ÚNICA ESPERANÇA disse...

Amado, é tão bom ter no coração os planos que Deus deseja que façamos.
Se, o amado Pr tiver matérias de ajuda referente ao amadurecimento espiritual, gostaria que compartilhasse comigo, através do "wiltoncente@hotmail.com, ficarei muito grato, faço o curso de missiologia, por isso desejo mais um apoio até nas experiências. Abçs, 2 Corint 2:14-17. Fica na Paz!